emagrecer-no-inverno

18/05/2016

Sem preguiça! Exercícios no inverno

Pode confessar que quando aquele friozinho aparece a vontade de fazer exercícios vai sumindo. Seja para ficar uns minutos a mais de baixo das cobertas pela manhã ou para voltar rapidinho para casa e os edredons no fim do expediente. Mas vamos lá, sem preguiça! Sua rotina de exercícios deve ser mantida, mas alguns cuidados devem ser adotados. Depois desse post você não terá mais desculpas. Toma aqui alguns fatos e dicas pra esse

A temperatura mais adequada para prática de exercícios é 20 graus. De fato as temperaturas menores atrapalham um pouco o corpo.

Pessoas com problemas cardíacos devem ter cuidados quando as temperaturas forem inferiores a 14 graus, devido a vasoconstrição que atrapalha a circulação do sangue, forçando o coração. O risco de infarto aumenta em 30%.

Uma boa dica é sair de casa bem agasalhado e tirar os casacos a medida que o exercício for ficando mais intenso e o corpo mais aquecido. Logo após o termino, coloque os casacos de novo para evitar choque térmico.

As roupas coladas são as mais indicadas e também as mais quentinhas, pois deixam pouco espaço para circulação de ar gelado entre a pele e o tecido.

O aquecimento antes dos exercícios tem sua importância redobrada, pois no frio nossa musculatura fica mais tensa e retraída. Dispensar o aquecimento pode levar a lesões.

Respire pelo nariz para aquecer o ar que entra nos seus pulmões e evitar assim infecções respiratórias.

+ Saiba mais
Compartilhe:
Two men on an early morning run.

14/04/2016

Qual a melhor maneira de correr?

Vai começar a correr? Que bom! A corrida é um dos exercícios mais recomendados para perda de peso e por ser adaptável para os diversos tipos de condicionamento dos praticantes. É uma atividade que pode e deve começar de forma leve e gradual. Em seu desenvolvimento é preciso estar atento a sua pisada, respiração e postura, pois elas influenciam muito.

 

Confira os três tipos de pisada.

 

 

 

Agora é hora de conferir três dicas para melhorar a postura ao correr.

 

 

 

Não vai correr ao ar livre? É possível correr na esteira para não deixar a atividade de lado. Dá uma olhada no que essa digital influencer mostra sobre sua rotina de corrida na esteira.

 

 

 

É bom lembrar que antes de qualquer atividade física é recomendável que você consulte um especialista e até mesmo seu médico. Pensou nisso tudo?

 

Boa corrida!

+ Saiba mais
Compartilhe:
IMG_2529_25

29/03/2016

Bambolê é exercício?

Sim, é um excelente exercício e um boa chance de inovar um pouco nas atividades físicas. O bambolê está longe de ser uma novidade, surgiu lá no antigo Egito e foi muito usado na Inglaterra no século XIV. Nos anos 50 foi febre nos Estados Unidos e moda por aqui no Brasil entre as décadas de 80 e 90.

Dar uma bamboleada consome até 400 calorias, sendo um exercício aeróbico muito top. É importante fazer os movimentos de forma correta e conforme a evolução é possível trocar o bambolê por outros mais pesados. Isso ajuda ainda mais no gasto calórico, além de acelerar o processo de definição da cintura.

Vamos lá, é bem divertido, pode ser realizado em qualquer lugar, tanto interno como externo, deixa sua coluna mais flexível, ajuda na circulação sanguínea e melhora a coordenação motora. Mas chega de papo, hora de mexer a cintura!

Essa youtuber dá excelentes dicas de como começar. Confira!

 

 

Assista também a continuação da aula!

 

+ Saiba mais
Compartilhe:
bumbum9

21/03/2016

Exercícios localizados para bumbum

Independente da estação, o que a maioria das mulheres querem é um bumbum firme, seja para usar aquele biquíni ou simplesmente a calça jeans diária. Conseguir esse feito é algo que depende de muitos esforços. Algumas optam pela cirurgia que dificilmente fornecerá resultados como os de exercícios físicos. Seja por falta de dinheiro ou tempo, nem todo mundo pode ir à uma academia, então selecionamos algumas opções de exercícios que podem ser feitos em casa:

Abdução do quadril. Deite de lado e mantenha a perna semiflexionadas. A perna de baixo dará apoio. A perna de cima deve ser erguida ainda flexionada, sustentada no ar por um curto período e retornar a posição inicial sem movimentos bruscos. Faça 3 séries de 10 repetições.

1

Agachamento diferenciado. Ao contrário do tradicional, esse exige que você afaste as pernas ao seu máximo. O objetivo é que você utilize algum peso nas mãos, assim, ele será utilizado como referência para o centro do corpo. Afaste os pés a fim de formar um ângulo de 180 graus e maior que a largura do quadril. Simule o agachamento como se fosse sentar em um assento baixo.  Posicione o peso de referência entre as pernas. Agache até os joelhos formarem ângulos de 90 graus e então verifique se o peso se aproximou do solo. Eleve o tronco levemente e retorne à posição inicial. Faça esse exercício em 4 séries de 15 repetições.

bumbum5

Extensão de quadril com apoio nos joelhos. Pegue um apoio para segurar, mas não coloque seu peso nele, ele serve apenas para manter o equilíbrio. Mantenha uma perna estendida e outra bem flexionada para trás, se agache até meio caminho do chão e volte devagar. Faça 3 séries de 15 repetições para cada  perna.

2

Dicas importantes

É importante que você atente para as condições do local escolhido para os exercícios. Busque uma superfície plana e um ambiente agradável. Execute-os de forma calma, atente para a realização dos movimentos, para que não ocorra lesões e consequências às suas articulações. Respeite as recomendações e faça os exercícios em média 3 vezes por semana, em dias alterados para manter sua coluna saudável.

+ Saiba mais
Compartilhe:
academia

14/03/2016

Como escolher sua academia?

Ainda estamos no início do ano e podemos adotar bons hábitos para o restante de 2016. Botar os exercícios em dia é uma das metas e pra depois não desistir é bom fazer as escolhas certas. Você passará boas horas de sua semana na academia, por isso pense bem e confira a lista abaixo!

Localização. Comece pelo básico, a academia deve ficar perto da sua casa ou do seu trabalho. O deslocamento, a pé ou de carro, até lá não deve ser muito trabalhoso. Perder tempo no trânsito desmotiva! Se vai de carro verifique se há estacionamento.

Preço. É importante que o preço esteja dentro do orçamento? Sim, mas leve a estrutura em consideração. Climatização, condições de uso dos aparelhos, e modalidades oferecidas. As vezes uma academia mais cara vale a pena pelos qualidade e profissionais que oferece. Além disso, planos semestrais ou anuais de pagamento podem baixar o preço.

Profissionais. Preze pela formação e qualificação desses profissionais. Não é mal algum perguntar. Consulte se os professores e academia estão registrados no Conselho Regional de Educação Física.

Horários de pico. Assim como no trânsito, as academias tem horário de pico, onde todos os alunos resolvem malhar ao mesmo tempo. Nesses momentos é importante verificar se a estrutura da academia suporte esse fluxo sem atrapalhar o treino de ninguém. Se você tem disponibilidade fuja desses horários, geralmente no começo da manhã e fim de tarde, bem no início da noite.

Segurança e higiene. As condições de manutenção dos equipamentos implicam direto com sua segurança. Aparelhos mal conservados poder causar acidentes e lesões. Além disso, é bom ver se eles são constantemente limpos, especialmente em relação ao suor dos outros. Aqui entra a iniciativa dos alunos de colaborar com  essa limpeza, mas a academia deve disponibilizar os produtos. Outro ponto importante é a higienização dos vestiários.

+ Saiba mais
Compartilhe:
kettlebell

21/01/2016

Exercícios para fazer em viagem

Quem pensa que férias é sinônimo de falta de atividade física está muito enganado. Os profissionais de educação física recomendam a continuidade e indicam os exercícios funcionais como aliados. Essa modalidade é feita sem a necessidade de aparelhos de academia, usando o peso e movimentos do corpo. Ideais para quem está longe de casa e da gym. Combinam a naturalidade com o condicionamento físico.

A modalidade não possui contraindicações e pode ser feita por pessoas de qualquer idade. Ela busca preparar o corpo de maneira global e usa movimentos comuns como agachamentos, giros, lançamentos, puxões e até empurrões. A barra fixa e as flexões são exemplos perfeitos de exercícios funcionais. Converse com o profissional físico de sua academia e peça a indicação de uma série de exercícios para levar sempre consigo na mala e na cabeça.

  • Elástico
  • Kettlebell
  • Bolas fitness
  • Pesos
  • Barra para flexões

treinamento-funcional-ao-ar-livre

+ Saiba mais
Compartilhe: