Sintomas-baixa-imunidade

01/06/2019

Aumente a imunidade de forma natural: saiba quais alimentos podem te ajudar!

Imunidade é o nome que damos à capacidade do organismo de se defender de invasores, no caso vírus, bactérias ou fungos que possam causar doenças. Quando ela está baixa, ficamos muito mais propensos a ter pequenas e grandes infecções e quadros como gripes.

Se você percebeu que sua imunidade anda em baixa, uma ótima pedida é apostar em ajustes nas refeições. Isso porque os alimentos são ricos em vitaminas, minerais e outras substâncias que auxiliam na manutenção do sistema imunológico.

Ao atingir a recomendação diária de consumo de frutas e vegetais, você já garante uma defesa melhor para o seu organismo. Anote aí: o consumo deve ser de cinco porções por dia, sendo três de frutas e duas de vegetais. A seguir, confira os melhores alimentos para sua imunidade e não deixe de incluí-los no seu prato:

1. Frutas cítricas

Frutas cítricas, como laranja, acerola, kiwi, tomate, além de brócolis, couve e pimentão verde e vermelho são ricos em vitamina C, antioxidante que aumenta a resistência do organismo.

2. Vegetais verdes escuros

Alimentos como brócolis, couve, espinafre são ricos em ácido fólico. O nutriente auxilia na formação de glóbulos brancos, responsáveis pela defesa do organismo, e também pode ser encontrado no feijão, cogumelos (como o shimeji e o shiitake) e a carne de fígado.

3. Alimentos ricos em zinco

Carne, cereais integrais, castanhas, sementes e leguminosas (feijão, lentilha, ervilha, grão de bico), são ricos em zinco, nutriente que combate resfriados, gripes e outras doenças do sistema imunológico

4. Oleaginosas

Além de zinco, as nozes, castanhas, amêndoas e óleos vegetais (de girassol, gérmen de trigo, milho e canola) são ricos em vitamina E. Ela é benéfica, principalmente para os idosos, agindo no combate à diminuição da atividade imunológica por conta da idade

5. Tomate

Rico em licopeno, o tomate é forte aliado para combater doenças cardiovasculares, removendo radicais livres do organismo. Esses compostos aceleram o envelhecimento celular e deixam o corpo mais propício a desenvolver doenças.

6. Alimentos fonte de ômega-3

O ômega 3 presente, por exemplo, no azeite e no salmão, auxilia as artérias a permanecerem longe de inflamações, ajudando a imunidade do corpo.

7. Fontes de antioxidantes

A castanha-do-Pará e cogumelos (como o champinhom) contêm selênio, um forte antioxidante que combate os radicais livres, melhorando a imunidade do corpo e acelerando a cicatrização do organismo

8. Gengibre

Rico em vitaminas C, B6 e com ação bactericida, o gengibre vai além de ajudar a tratar inflamações da garganta e auxilia nas defesas do organismo.

9. Pimenta

A pimenta é fonte de betacaroneto, substância que se transforma em vitamina A, nutriente que protege o organismo de infecções.

10. Iogurte

O consumo regular de iogurte ajuda a recompor as bactérias benéficas da flora intestinal– chamadas probióticos. Elas são verdadeiros soldados lutando para expulsar do organismo as bactérias “ruins”. Esses microrganismos contribuem para aumentar a imunidade. O intestino saudável é capaz de separar o que não nos faz bem e absorver os principais micronutrientes, como as vitaminas.

11. Alho

O alho, além de trazer um sabor delicioso para os mais diversos pratos, reduz e ajuda a diluir o muco nos pulmões, sendo eficaz contra tosse persistente e bronquite. Inclusive, o alho pode ser consumido junto a antibióticos. Por ser rico em vitamina A, C e E, alho é um forte aliado para reforçar o sistema imunológico.

12. Cebola

A cebola é rica em substâncias anti-inflamatórias, antivirais, antiparasitárias, antibacterianas e antifúngicas, como a alicina, que ainda reduz o risco de alguns tipos de câncer, como o de boca, laringe, esôfago, cólon, mamas, ovário e rins. Por isso, é um ótimo remédio para afastar gripes, resfriados e infecções em geral.

13. Geleia real

A geleia real é um superalimento recheado de nutrientes, fitoquímicos e antioxidantes, e esta composição química notável é a responsável por seus inúmeros benefícios à saúde. Ao ser consumida em jejum, ela aumenta a imunidade por conter altas concentrações de vitaminas, principalmente a vitamina C e do complexo B.

14. Própolis

O própolis contém proteínas e compostos com capacidade de alterar e regular o sistema imunológico, além dos benefícios de ser antibacteriano e antiviral. O própolis ativa os passos iniciais da resposta imune estimulando receptores específicos e a produção de citocinas, que modulam os mecanismos da imunidade.

15. Óleo de coco

O ácido láurico e o ácido cáprico, presentes no óleo de coco, tem a propriedade de modular o sistema imunológico, agindo contra fungos, vírus e bactérias. Além disso, uma forma indireta de ele contribuir com a imunidade está na melhora do trabalho do intestino ao eliminar as bactérias ruins.

16. Lichia

A lichia é excelente fonte de vitamina C – cada 100 gramas do fruto apresenta 71,5 mg da vitamina, o que ajuda a prevenir gripes e resfriados. Somado a isso, as antocianinas da lichia desempenham uma função farmacológica importante contra várias doenças, como cardiovasculares, doenças crônico degenerativas, câncer, inflamações, imunidade baixa e alergias.

17. Batata yacon

Por agir estimulando o crescimento da flora intestinal benéfica, a batata yacon é efetiva no extermínio de bactérias que entram em nosso organismo por meio da alimentação. Assim, o desenvolvimento da flora intestinal proporcionado pela batata yacon ajuda diretamente na prevenção de doenças e no fortalecimento da imunidade.

  1. Gérmen de trigo

O gérmen de trigo acumula vitaminas A, E e K em grandes quantidades, que possuem excelente poder antioxidante, previnem o envelhecimento das células e contribuem para o aumento da imunidade, além de ajudar a regular o sistema digestório, estimular o apetite e tonificar a pele, mantendo-a saudável. Ele também é responsável pela boa coagulação sanguínea e contribui para o fortalecimento dos ossos. O gérmen de trigo pode ser consumido em molhos, iogurtes, frutas e outros alimentos como complemento alimentar.

+ Saiba mais
Compartilhe:
making-exercise-more-fun

22/05/2019

Mitos e verdades sobre exercícios físicos

Muito se fala e muito se muda de ideia sobre o que faz bem, o que é correto ou não é quando o assunto é exercícios físicos. A partir dessas muitas dúvidas, resolvemos pesquisar um pouco e esclarecer o que está de acordo com as pesquisas mais recentes sobre diversos assuntos relacionados a prevenção e saúde de nosso corpo e da nossa mente.

O primeiro post é sobre o mundo fitness em geral, mas pretendemos aprofundar o assunto nos próximos posts. Por exemplo, qual exercício físico é mais saudável e adequado para você?

É sempre normal que surjam dúvidas mesmo em quem já pratica exercícios físicos há tempo e de forma regular. E nem sempre sabemos o realmente é verdade ou mito.

Selecionamos algumas curiosidades para você ficar mais por dentro do assunto. Conheça mitos e verdades relevantes no mundo fitness:

 

✅ Verdades

Musculação ajuda sim a perder peso. Auxilia no aumento da massa muscular (magra) e contribui para acelerar o metabolismo, diminuindo a gordura corporal.

30 minutos de exercício físico ao dia é suficiente para atingir resultados.

A escolha da roupa ideal na prática do exercício ajuda a não comprometer os resultados.

Combinar exercícios aeróbicos e anaeróbicos é vantajoso para o emagrecimento, pois aumenta a queima de gordura e melhora o enrijecimento da musculatura.

O ideal é sempre beber água em temperatura ambiente durante a prática de exercícios.

E não se esqueça! Agregar suplementos nutricionais pode fazer toda a diferença. A Kress Farmacêutica tem uma linha de complexos vitamínicos para auxiliá-lo a ter uma vida mais saudável.

 

MITOS

Treinar em jejum não ajuda a emagrecer e sim, contribui com a perda da massa muscular.

Suar não queima calorias, apenas aumenta a perda de água e de sais minerais do corpo.

Grávidas não somente podem como devem praticar exercícios físicos. Claro que o acompanhamento com o médico é sempre recomendado. Não deixe de conferir nossos suplementos para grávidas e lactantes. Mais energia e mais cuidado para você e o seu bebê.

+ Saiba mais
Compartilhe:
gravida-988

21/05/2019

Os grandes desafios da gravidez

Vista como um dos momentos mais felizes e bonitos da vida de uma mulher, a maternidade é uma fase cheia de transformações que determinam seu estilo de vida. É muito comum que a notícia da gravidez venha com muitas dúvidas e inseguranças e, por isso, reunimos as principais delas para que você se familiarize ainda mais com essa fase.

O parto. O segredo é: realizar o pré-natal conforme orientação do seu médico e claro, manter hábitos saudáveis. Cuidar com os níveis de estresse pode ajudar.

Algum possível problema com o bebê. Essa insegurança é comum desde o resultado do teste de gravidez. É normal que cada bebê tenha sua própria forma física e personalidade, nascendo ou não com complicações, não existindo a fórmula do “bebê perfeito”. Por isso, é importante manter a calma ao acompanhar cada fase da gestação e seguir a orientação do médico caso seja necessário um tratamento específico.

O corpo. Não tem segredo. Cuidados com a alimentação, prática de exercícios físicos e acompanhamento de profissionais especializados. E sim, o fato de ser mãe já te ajuda a recuperar o corpo de antes. Só com a amamentação a mulher chega a perder até 900 calorias por dia.  

Voltar ao trabalho. Pode ser que exista uma preocupação inicial ao deixar o seu bebê, mas a dica é: procure uma adaptação que permita com que você acompanhe o processo de desenvolvimento dele, participando de atividades e do seu dia-a-dia da melhor forma possível. Estar presente é o importante. Olhar nos olhos, abraçar, cuidar.

A educação. E essa insegurança vai longe. Cada fase da vida da criança existe uma necessidade diferente, assim como da nossa. Entender os limites de cada uma é essencial para saber como agir. As dificuldades existem em todas elas e seu filho precisará da sua ajuda com isso. Com cuidado, você saberá o que estão sentindo, o que te ajudará a lidar com a situação.

O tempo passa rápido demais. Sim, passa mesmo. Sendo presente e acompanhando cada passo do bebê, eles tendem a querer compartilhar cada vez mais suas vivências com você, formando um ciclo. Assim, você aproveita cada momento, não perdendo nada em relação à vida de seu filho.

Se identificou? Está mais tranquila? Não se deixe levar por tantas preocupações. As inseguranças são normais e saber como lidar com elas é mais que importante, é cuidar da sua saúde mental!

+ Saiba mais
Compartilhe: