22/04/2020

Quais são as vitaminas do Complexo B e onde encontrá-las?

O complexo B é formado por oito vitaminas: B1 (tiamina), B2 (riboflavina), B3 (niacina), B5 (ácido pantotênico), B6 (piridoxina), B7 (biotina), B9 (ácido fólico) e B12 (cobalamina). Elas têm funções importantes para o nosso organismo, gerando energia, favorecendo o sistema imunológico, a pele e a absorção de outros elementos. Para quem pratica exercícios físicos regularmente, esses nutrientes contribuem diretamente para os músculos. A falta deles pode prejudicar o desempenho do corpo durante a execução das atividades.

A boa notícia é que as vitaminas do complexo B podem ser encontradas em diversos alimentos. Abaixo você confere como age cada uma e onde encontrá-las.

B1 (tiamina)

Tem a capacidade de proteger o sistema imunológico e auxilia na produção de novas células. Sua carência pode causar fraqueza muscular, falta de energia, diminuição da memória e depressão.

Encontrada em: cereais integrais, amendoim, grão de bico, carne, leite, ovos, feijões, espinafre e couve.

B2 (riboflavina)

Possui ação antioxidante, ajuda a prevenir o envelhecimento precoce e doenças cardíacas. Além disso, é importante para a produção de glóbulos vermelhos. Embora seja raro, algumas pessoas podem apresentar a falta dessa vitamina, resultando em tontura, dermatite seborreica, inflamação nos lábios e língua e coceira nos olhos.

Encontrada em: Amêndoas, amendoim, castanha, nozes, ervilhas, soja, leite, iogurte, ovos, fígado, couve-de-bruxelas, espinafre e abacate.

B3 (niacina)

Aumenta o colesterol bom (HDL). Sua falta pode causar insônia, cansaço, irritabilidade, manchas na pele e depressão.

Encontrada em: levedo de cerveja, cogumelos, fígado, peixes, leite, ovos, amendoim, castanha-do-pará, frutas secas, tomate e cenoura.

B5 (ácido pantotênico)

Responsável por quebrar gorduras e carboidratos, produzir hormônios sexuais e reduzir o estresse. Fadiga, formigamento nas mãos e pés, dores musculares, irritabilidade, depressão, distúrbios de sono, retardo de crescimento, queda de cabelo, envelhecimento precoce, artrite, alergias e estresse podem ser sinais de carência do ácido pantotênico.

Encontrada em: abacate, iogurte, ovos, leite, leguminosas, como ervilha e feijão, cogumelos e gérmen de trigo.

B6 (piridoxina)

Ajuda na produção da serotonina, melatonina e norepinefrina, regulando os níveis de humor e sono. Nas gestantes, auxilia na formação do sistema nervoso do bebê. A deficiência do nutriente pode causar anemia, dermatite, lesões nervosas, confusão mental em adultos, dormência e formigamento nas mãos e pés.

Encontrada em: frango, peru, atum, salmão, lentilha, nozes, amendoim, avelã, semente de girassol, gérmen de trigo, levedo de cerveja, queijo, arroz, cenouras, couve-flor, banana, melão e uvas-passas.

B7 (biotina)

É essencial para a saúde da pele, unhas e cabelos. Pode ajudar também no controle dos níveis de glicose. Sua ausência pode causar o enfraquecimento das unhas e cabelos, pele seca, vermelhidão ao redor da boca e nariz.

Encontrada em: amendoim, amêndoa, nozes, batatas, gema do ovo, cebola, cenoura, alface, couve-flor, fígado, carne de porco, frango, peixes, leite, frutas e sementes.

B9 (ácido fólico)

Ajuda no controle da depressão e a evitar a perda de memória. Além disso, auxilia na manutenção dos sistemas imunológico, circulatório e nervoso, e reduz o risco de infarto, câncer de mama e de cólon e aterosclerose.

Encontrada em: folhas verdes escuras, aspargos, beterraba, salmão, vegetais de raiz, leite, feijão, fígado, ervilha, lentilha, frutas cítricas e ovos.

B12 (cobalamina)

Importante para a formação das células vermelhas no sangue. Caso haja a carência da cobalamina, o formigamento nas pernas, queimação na sola dos pés, dificuldade para andar e incontinência urinária são sintomas.

Encontrada em: peixes, como salmão, truta e atum, mariscos, produtos lácteos, ovos, carne bovina e suína.

Agora que você conhece todas as vitaminas do complexo B, já sabe dizer quais delas estão faltando na sua dieta? Algumas pessoas podem ter dificuldades em absorver os nutrientes. Nesse caso, um bom suplemento alimentar pode ser um ótimo aliado. Procure um especialista e informe-se.

Esse texto foi útil para você? Compartilhe em suas redes sociais para que mais pessoas tenham essa informação!

+ Saiba mais
Compartilhe:
exercicioemcasa

17/04/2020

Aproveite o seu tempo e movimente-se: 5 exercícios para praticar em casa!

Você já pensou na quantidade de benefícios que temos ao fazer exercícios em casa? Além de econômico, você possui mais conforto, flexibilidade de horário e não terá aquela desculpa de estar chovendo ou frio demais. Então, coloca um tênis, separa a garrafinha de água e treine com os exercícios que separamos para você. 

  1. Polichinelos 

Esse é um ótimo exercício para aquecer. Ele trabalha seus abdominais, braços, costas, ombros, glúteos e pernas e auxilia na saúde cardiovascular. 

  1. Escadas 

Você tem escadas na sua casa? Então, coloque um tênis com um bom amortecimento e aproveite para subir e descê-las. Essa atividade ajuda no emagrecimento, pois queima calorias, e ainda fortalece coxas e bumbum. 

  1. Prancha 

Apoie os cotovelos e o antebraço no chão, na mesma linha dos ombros.  A ponta dos pés deve estar no chão. Eleve os seus quadris e contraia o abdômen. Viu? Não é tão difícil, mas talvez você não consiga ficar nessa posição por muito tempo. Fique pelo período que aguentar. Esse exercício trabalha a região da barriga, fortalece braços e costas. 

  1. Flexão 

A posição inicial para fazer flexões é parecida com a prancha. Contudo, você vai precisar colocar força nos braços para baixar e elevar seu corpo. Existem diversas variações para realizar essa atividade. Os iniciantes podem usar os joelhos como apoio. Pratique e você verá resultados nos braços, ombros, peitoral e abdômen. 

  1. Dança 

Coloque sua música favorita e dance. Você também pode encontrar vários vídeos na internet para ajudar nos passos. Os movimentos podem melhorar a flexibilidade, além de queimar gorduras e aumentar a autoestima. 

Existem vários exercícios que contribuem com todo o seu corpo. Aqui selecionamos aqueles que consideramos mais fáceis e que você não precisa se preocupar com equipamentos. Lembre-se de manter seus exames em dia, ter uma alimentação saudável e hidratar-se sempre. Em caso de dúvidas, procure um médico.  

Gostou dos exercícios? Compartilhe esse texto com quem mora com você e pratiquem juntos! 

+ Saiba mais
Compartilhe:

01/04/2020

Covid-19, estudo aponta que vitamina D pode auxiliar na prevenção

A vitamina D pode ser uma grande aliada na prevenção ao novo coronavírus. É o que aponta um estudo da Universidade de Turim (Itália), divulgado no dia 26 de março, pelo jornal italiano La Repubblica. Grande parte das pessoas hospitalizadas por estarem infectadas pelo Covid-19 possuem carência de vitamina D. O documento mostra que a absorção desse nutriente não indica a cura da doença, mas pode auxiliar na redução dos fatores de risco. 

Os professores Giancarlo Isaia e Enzo Medico, responsáveis pela análise, recomendam o consumo de vitamina D para o combate à pandemia. “A compensação por essa ampla deficiência de vitamina pode ser alcançada principalmente expondo-se à luz do sol o máximo possível, mesmo em varandas e terraços, consumindo alimentos ricos em vitamina D e, sob supervisão médica, tomando medicamentos específicos”, afirmam os pesquisadores. 

Na Itália, a hipovitaminose D afeta fortemente os idosos neste período. Contudo, os cientistas recomendam que, além desse grupo, os médicos devem garantir os níveis adequados da vitamina às pessoas afetadas pelo vírus, direta ou indiretamente, àquelas mais frágeis e às que não se expõem ao sol. 

 

DEFIXA® 

Para prevenir e suprir as carências de vitamina D, a Kress indica o suplemento alimentar Defixa®. Seu principal componente, a vitamina D3 (colecalciferol), auxilia no fortalecimento do sistema imunológico e regula os níveis de cálcio e fósforo no sangue, indispensáveis para a formação de ossos e dentes saudáveis.  

Mais detalhes sobre o produto, você encontra clicando aqui. 

 

Achou esse texto importante? Compartilhe em suas redes sociais para que mais pessoas se informem. 

+ Saiba mais
Compartilhe: