30/03/2020

Ômegas 3, 6 e 9: para que serve cada um em nosso organismo?

Os ômegas 3, 6 e 9 são gorduras, também chamados de ácidos graxos essenciais, consideradas fundamentais para um bom desenvolvimento e funcionamento do corpo. Resumidamente, eles auxiliam no aumento do HDL (colesterol bom) e na diminuição do LDL (colesterol ruim) e dos triglicérides. Como não são produzidos pelo nosso organismo, é importante consumirmos os alimentos e suplementos que possuem essas propriedades, mas sempre com recomendação médica.

Abaixo você confere os benefícios de cada um dos ômegas e onde são encontrados.

 

Ômega 3: atua no cérebro, ajudando a prevenir a depressão, a ansiedade e o mal de Alzheimer. Possui ação anti-inflamatória e é capaz de reduzir os níveis de colesterol e triglicérides, além de combater a diabetes, controlar a pressão e diminuir os riscos de entupimentos das veias arteriais.

Onde é encontrado:

Peixes (salmão, atum, bacalhau, sardinha), verduras de folhas verdes escuras, como couve, espinafre e brócolis, óleos vegetais de canola, girassol, milho e soja, sementes de chia e linhaça, e oleaginosas possuem ômega 3.

 

Ômega 6: auxilia no funcionamento do sistema imunológico, na formação das membranas celulares (retirar ou ver outra forma de falar – muito técnico) e da retina e no combate do colesterol e dos níveis altos de glicose. Indicado para a manutenção e prevenção da osteoporose, tratamento de alergias e o controle de sintomas da TPM, como inchaços e irritabilidade.

Onde é encontrado:

Óleo de nozes, linhaça, soja e milho, ovos, carnes de frango, porco, peru, cordeiro e bovino, sementes de girassol, abóbora, amendoim, amêndoa e avelã também são alimentos ricos em ômega 6.

 

Ômega 9: age como anti-inflamatório e contra o envelhecimento precoce das células. É importante no controle do colesterol e dos triglicérides, na regulação da temperatura do corpo, produção dos hormônios estrogênio e progesterona. Contribui para a absorção de vitaminas A, D, E e K. Diferente das outras gorduras citadas, esse é produzido no organismo, mas precisa da ingestão dos ômegas 3 e 6.

Onde é encontrado:

Óleos de oliva, avelã, coco, gergelim e canola, a azeitona, abacate e oleaginosas (amêndoas, amendoim, castanhas e nozes) são fontes de ômega 9.

 

Como vimos, os ácidos graxos essenciais são facilmente encontrados e o seu consumo garante diversos benefícios à saúde. Contudo, seu uso em excesso pode trazer resultados não desejados. Por isso, recomendamos sempre a consulta com um médico especialista para um acompanhamento.

 

Gostou desse post? Compartilhe com seus amigos e familiares.

+ Saiba mais
Compartilhe:

27/03/2020

3 grandes mitos sobre alimentação que você precisa conhecer

Se alimentar de forma saudável é algo que todos nós devemos fazer. E não adianta pegar pesado na academia, correr, praticar esportes, enfim, se exercitar com frequência, mas comer sem se importar com os alimentos ingeridos.

 

A alimentação é o fator principal quando falamos em saúde e boa forma. Porém, com a velocidade no compartilhamento de informações, além de não procurarem o auxílio de profissionais, as pessoas acabam acreditando em afirmações equivocadas. São os famosos “mitos”, e hoje vamos te apresentar três deles.

 

  1. Ficar sem comer emagrece

 

Na esperança de perder peso rapidamente, muita gente acaba ficando sem se alimentar por horas e até dias. Esse é um dos maiores mitos no que diz respeito à alimentação.

 

Ficar sem comer, além de não ajudar no emagrecimento, dificulta na eliminação de peso, já que o seu metabolismo fica mais lento. Para emagrecer, você deve comer a quantidade certa, levando em conta os nutrientes que o seu organismo precisa, várias vezes ao dia.

 

  1. Ovo aumenta o colesterol

 

Durante muito tempo o ovo foi considerado um alimento nocivo, já que contém 213 miligramas de colesterol em sua gema. Porém, vários estudos já tornaram essa ideia um mito. Eles comprovam que o alimento, além de não fazer mal à saúde, colabora com a memória, a capacidade cognitiva e ajuda a na formação de novos neurônios.

 

  1. Banana engorda

 

Existem frutas com menos calorias que a banana? Certamente! A maçã e o abacaxi, por exemplo, possuem em média 50 kcal, enquanto a “queridinha do Brasil” chega às 90 kcal.

 

Mesmo assim, a banana deve sim fazer parte da sua dieta diária. Ela possui uma combinação de fibras e carboidratos que saciam sua fome por mais tempo, fazendo com que você ingira menos alimentos e, consequentemente, emagreça.

 

Além disso, por ser uma fruta doce e suave, pode ajudar a matar aquela vontade de comer um docinho no meio da tarde.
Esses são apenas alguns dos mitos no que diz respeito à alimentação. Mas lembre-se! O ideal é sempre buscar a orientação de um nutricionista, afinal, cada organismo possui uma necessidade específica de nutrientes e vitaminas.

+ Saiba mais
Compartilhe:

24/03/2020

Benefícios da Biotina para o cabelo

 

Benefícios

Estudos apontam que a biotina auxilia na hidratação da pele e do couro cabeludo, na diminuição da caspa e na prevenção de queda, crescimento e reparação dos fios. Além disso, favorece a produção da queratina, uma importante proteína que forma o cabelo e as unhas. 

Evitar o uso de chapéus, bonés e gorros, bem como o cigarro, são hábitos que contribuem também para o fortalecimento dos cabelos.

 

Deficiência

Quem possui uma alimentação intravenosa (por agulha), faz hemodiálise ou é diabético está mais sujeito a desenvolver a deficiência da vitamina H. Os sintomas podem se manifestar através da perda de cabelo, pele seca e escamosa, rachadura nos cantos da boca, inchaço e dor na língua, secura nos olhos, perda de apetite, fadiga, insônia e depressão.

 

Abaixo você confere a quantidade da biotina em alguns alimentos.

Alimento Quantidade em µg por 100g
Amendoim 101,4
Avelã 75
Amêndoa 43,6
Farelo de trigo 44,4
Farelo de aveia 35
Ovo cozido 16,5
Castanha-de-caju 13,7
Cogumelo cozido 8,5
Pão integral 6,1
Acelga cozida 6
Macadâmia 6
Queijo brie 5,6
Cenoura cozida fatiada 5,1
Salmão cozido 5
Tomates frescos picados 4
Abacate 3,6

 

Lembre-se de manter uma alimentação saudável sempre! Compartilhe esse texto para que mais pessoas conheçam os benefícios das vitaminas para os cabelos! 

+ Saiba mais
Compartilhe: